LIGAÇÃO AÉREA PORTUGAL-CHINA: QUE IMPLICAÇÕES?

Sendo a China o principal mercado emissor de turistas a nível mundial, a ligação aérea direta entre Hangzhou, capital da província chinesa de Zhejiang, e Lisboa, com paragem em Pequim é uma das estratégias para o desenvolvimento do setor do turismo em Portugal. A ligação aérea foi inaugurada a 26 de julho, garantindo assim a competitividade aérea do destino e reforçando a notoriedade de Portugal no país asiático. Continue a ler “LIGAÇÃO AÉREA PORTUGAL-CHINA: QUE IMPLICAÇÕES?”

6 CARATERÍSTICAS DO TURISTA MILLENNIAL QUE VISITA O PNP

O termo millennial já não é uma palavra estranha a grande parte da população, principalmente a empresários e investigadores. Refere-se à geração nascida entre os anos de 1980 e 2000 cujo comportamento, nomeadamente no turismo, se distingue das demais gerações. Os Millennials cresceram a par dos desenvolvimentos tecnológicos, tendo por isto a tecnologia um papel muito importante nas suas vidas. A par disto esta geração também se carateriza, genericamente, por valorizar mais a autenticidade, a personalização, a sustentabilidade e um estilo de vida saudável. Continue a ler “6 CARATERÍSTICAS DO TURISTA MILLENNIAL QUE VISITA O PNP”

DINAMICAS TURÍSTICAS NO PORTO E NORTE – O CONTRIBUTO DO AEROPORTO

A crescente dinâmica turística do Porto e Norte de Portugal encontra explicação numa série de variáveis. Por um lado, é inegável o esforço de promoção da região, com uma aposta em produtos estratégicos e dinamização de um conjunto de atividades e eventos, no sentido de combater a sazonalidade. Simultaneamente, há a salientar o desenvolvimento de unidades de alojamento que respondem às necessidades dos diferentes visitantes da região, nomeadamente os hostels, alojamento low-cost, que aproximaram a região da realidade europeia.

Continue a ler “DINAMICAS TURÍSTICAS NO PORTO E NORTE – O CONTRIBUTO DO AEROPORTO”

5 OPORTUNIDADES PARA EMPREENDEDORES HOTELEIROS

A Hospitality Education Les Roches Global em colaboração com a Skift, publicou recentemente o relatório O futuro do empreendedorismo no turismo e hotelaria. Deste documento destacam-se cinco tendências que estão a transformar a indústria. 1. Hotelaria digital Atualmente mais de 60% da população mundial usa telemóvel, o que representa mais de 4.300 milhões de utilizadores. A “revolução móvel” transformou o smartphone num comando que permite … Continue a ler 5 OPORTUNIDADES PARA EMPREENDEDORES HOTELEIROS

O PODER DA (BOA) IMAGEM

RELEVÂNCIA DO TURISMO Dada a sua relevância no contexto económico e social, o turismo é uma atividade que tem vindo a manifestar uma influência cada vez maior a nível mundial. Em vários estudos, notícias e desempenhos podemos confirmar a crescente importância da atividade turística nos mercados mundiais, através de números extraordinários de pessoas que se movem de um ponto para o outro do globo, avultadas … Continue a ler O PODER DA (BOA) IMAGEM

OS 6 C’S DA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA EM DESTINOS TURÍSTICOS (2 DE 3)

Verificada a importância de obter consenso entre todos os intervenientes na experiência turística e de apresentar a estratégia de forma clara, nesta publicação falamos da cultura e da calendarização enquanto determinantes do sucesso da implementação da estratégia em destinos turísticos. 3. CULTURA A responsabilidade da implementação de uma estratégia turística para um qualquer destino cabe a todos os agentes – profissionais do turismo e de … Continue a ler OS 6 C’S DA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA ESTRATÉGIA EM DESTINOS TURÍSTICOS (2 DE 3)

TURISMO GASTRONÓMICO: QUATRO ESTRATÉGIAS PARA PROMOVER O DESTINO ENQUANTO MARCA

É uma realidade cada vez mais presente na estratégia das empresas e destinos turísticos: a comida enquanto prazer da sociedade atual, a mesa como ponto de encontro social, a possibilidade de atrair clientes com maior gasto médio, a diferenciação. Segundo o estudo desenvolvido pelo IPDT, que identifica o perfil do turista que visita o Porto e Norte de Portugal em 2015, 90 por cento dos … Continue a ler TURISMO GASTRONÓMICO: QUATRO ESTRATÉGIAS PARA PROMOVER O DESTINO ENQUANTO MARCA