BARÓMETRO DO TURISMO: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA ANALISAR O SETOR

A investigação de tendências no setor do turismo não é recente. Várias abordagens e metodologias têm sido adotadas ao longo dos últimos anos, tendo como objetivo produzir conhecimento relevante para apoiar os profissionais do setor na tomada de decisões estratégicas.

Por razões operacionais, nomeadamente financeiras, a necessidade de uma grande equipa de investigadores, a profusão de fontes para analisar, o ambiente de negócios e a carência de uma abordagem mais operacional e de curto prazo, levou a que o IPDT desenvolvesse uma nova ferramenta de análise: o Barómetro do Turismo (BoT).

O projeto foi lançado em março de 2006, com base num painel fixo de especialistas, que hoje conta com 177 membros, nomeadamente gestores, altos executivos governamentais, académicos de turismo e economia. O objetivo foi o de criar um grupo único de alto nível de pensadores que, diariamente, lidam com informações relevantes para a estratégia e a tomada de decisões no setor de turismo.

Tendo a sua primeira edição em março de 2006, o BoT alcançou a 54ª edição em outubro de 2017, tendo já mais de 10 anos de edições regulares, estabelecendo-se como uma ferramenta de identificação de tendências reconhecidas para as organizações portuguesas de turismo.

Devido à simplicidade de sua abordagem e metodologia, baixo orçamento e alto reconhecimento pelo turismo como fonte única de tendências, parece relevante compartilhar o projeto, pelo que se apresentam, de seguida, os resultados da 54ª edição.

 

EDIÇÃO 54. TURISMO SUPEROU EXPETATIVAS NO VERÃO DE 2017

O nível de confiança médio no desempenho do setor do turismo atingiu, em outubro, 82,8 pontos, um decréscimo de 1,4 pontos face ao último registo observado em maio de 2017.

Estes dados integram a edição número 54 do Barómetro do Turismo do IPDT.

078-nivel-confianca

Nos próximos seis meses o investimento privado, o número de pessoas empregadas e a rentabilidade das empresas são os indicadores que deverão registar melhor desempenho.

Segundo os dados agora divulgados, mais de 50 por cento dos inquiridos acreditam que o natal e fim de ano de 2017 vão ser melhores que os de 2016 no que toca a receitas, dormidas e número de turistas, no que se refere ao mercado interno. O mercado externo deverá registar uma evolução ainda mais positiva. Mais de 65 por cento dos respondentes acreditam que as dormidas, turistas e receitas serão superiores neste período.

No que diz respeito à avaliação do verão de 2017, mais de 80 por cento dos inquiridos acreditam que o desempenho do turismo nacional tenha sido melhor no que diz respeito a receitas, número de turistas e de dormidas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s