TOP 5 AÇÕES PARA MELHORAR A COMPETITIVIDADE NO TURISMO (1 de 5)

O turismo em 2017 vai ser melhor que em 2016. Na opinião da maioria dos membros do painel que compõe o barómetro do turismo, receitas, dormidas, turistas e gasto médio vão continuar a aumentar este ano. A edição especial do barómetro integra o anuário “Turismo’17”, da responsabilidade do IPDT.

Esta edição identifica ainda as principais ações para melhorar a competitividade do turismo em Portugal, que iremos analisar em detalhe, ao longo de 5 artigos.

  1. Qualificação dos RH e diferenciação da oferta

Com 47 por cento de respostas, a qualificação dos recursos humanos, a par da diferenciação, são apontadas como as grandes áreas de intervenção ao nível da oferta turística em Portugal.

Uma das principais questões relacionadas com as políticas em turismo prende-se com a educação e a formação profissional, aliada à preocupação na criação de infraestruturas para a qualificação e formação de recursos humanos; o desenvolvimento de formação especializada e o reforço do conhecimento, inovação e I&D em turismo. Este investimento é essencial para a competitividade de qualquer destino.

No caso português, a evolução da qualificação e formação em turismo tem acompanhado as solicitações de um mercado turístico cada vez mais exigente. Na verdade, em Portugal, a hospitalidade e a qualidade do serviço integram a lista dos atributos mais valorizados, no que à oferta turística diz respeito.

Ainda do lado da oferta, há outro elemento que é visto como fundamental: a aposta na diferenciação. Serão bem sucedidos os destinos que conseguirem inovar na sua oferta, tornando-se únicos e, mais do que isso, difíceis de imitar. A estratégia dos destinos deve, por isso, integrar conceitos como genuinidade, autenticidade, originalidade e também sustentabilidade.

Pegando neste ultimo ponto, remetemos para a relevância do Ano Internacional do turismo sustentável para o desenvolvimento, que a Organização Mundial do Turismo celebra em 2017. Conheça os grandes objetivos do programa na voz da Diretora de Membros Afiliados da OMT, Yolanda Perdomo.

Num próximo artigo, vamos centrar-nos noutro dos vetores para melhorar a competitividade – o reforço da promoção e comunicação. Fique atento!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s